domingo, junho 03, 2007

ANÁLISE: SPIDER MEN 3


Depois de ouvir o comentário de pessoas insisistentes destruindo este filme, eu percebi que a maioria deles não compreenderam o filme; então trouxe algumas (das muitas) explanações do filme. Que isto sirva de formação de opinião, e mudança de olhos para com um excelente filme, mas mal interpretado!:


O lado "emo do spiderman" no filme não é desnecessário, e tão pouco Irônico. Creio eu que ser uma comédia foi a ultima intenção do diretor ao colocar aquela sequencia de cenas. Até os ultimos 10 segundos tudo parecia desnecessário até aquele tapa que desnorteia a marry jane, e ela indaga: "QUEM É VOCÊ?" e o peter responde: "EU NÃO SEI!" ali tudo fez sentido. Não era o Peter alí! era o que ele gostaria de ser! Alguem que se destaca, que chama a atenção, que tem poder de persuasão, que consegue oprimir, ou seja, alguem que ele gostaria de ser. O simbionte não é um hospedeiro intra-celular obrigatório, ele é um hospedeiro "intra-emocional obrigatório" ele sobrevive manifestando em sua vítima, seus desejos mais obscuros e reprimidos. Ora, todos nós possuimos esse instintos; as vezes somos sádicos, maldosos, infames, esse é o ser humano! a nossa sensura incosciente não nos permite ser claros ou transparentes com estes sentimentos (o que é um alívio), mas o simbionte oblitera esta sensura. Este spidermen 3 é o melhor de todos (apesar da maioria não achar isto) e simplesmente porque ele está mais profundo que os demais. Enquanto as pessoas dizem: "têm muitos personagens e faltou explorarem mais eles" "O homem areia é inutil"; é porque na verdade não compreenderam que o espaço temporal longo foi substituido por trechos menores, mas infinitamente mais profundos. Psicologicamente, e moralmente este filme é excelente! É possivel observar varias coisas interesantíssimas (como este aspecto do peter depois de possuido pelo simbionte). Concluindo, não existe nada de EMO em Spiderman 3, certamente, se simbiontes entrassem em algumas pessoas; parecer como um emo seria pouco perto da obscuridade do comportamento reprimido humano!

Outros aspectos: HOMEM AREIA
- Homem Areia. A relação Maldade X Incosciência.
O homem areia representa o desepero, a falta de consciencia pelos seus atos para resgatar oque ele amava. O roubo e a morte do tio Ben nada mais foi que a consequencia de seus atos. Ele é um personagem muito profundo, possui duvidas desmoralizadoras, que destroem sua perspectiva de vida sã, ou seja, essas duvidas criam nele a impossibilidade de viver uma vida moralmente aceitável porque ele possui em sua consciencia o Fantasma do Tio Ben. Os temores são canalizados para o "preciso salvar a vida de minha filha, logo mato o spidermen, roubo, a passo por cima de tudo" é uma tentativa frustrada de ter motivos para fazer as Maldades que fazia (mesmo sabendo internamente, que ele está totalmente errado). No final, a redenção, o pedido de perdão (e o interessante é que insiste em não admitir verbalmente, apesar de saber que estava errado, pois ele diz: Eu não quero que você me perdoe [ele quer isso], quero somente que você me entenda), e a liberdade conseguida. É totalmente perceptível o paralelo que o diretor utiliza ao colocar o homem de areia desaparecendo no final (virando pó, e flutuando pelos ares), voar representa liberdade, aquele fardo que ele carregava enfim se foi, como a area do deserto que é impelida pelo vento. PERFEITO.

Outros aspectos: Duende Macabro
Harry Osborne: Crise de identidade + Complexo de Inferioridade + Superação.
Este é meu personagem preferido. É interessante como o autor do filme coloca outros simbiontes! vocês perceberam!? sim, aquele espelho, a imagem do pai, a pressão psicológica é um simbionte poderoso. Quando nossa consciencia é dominada pelos nossos temores, o caos está formado. Primeiro, quando alguem possui sua confiança ameaçada (crise de baixo alto-estima) Age com o dobro de segurança para se defender de suas dúvidas desmoralizadoras que agitam em seu subconsciente e tendem a minar sua certeza. A presença de harry sempre foi obliterada pela geniosidade de seu amigo Peter, seu pai, Osborne, sempre idealizou no filho a figura do Parker. crescer com esse estigma dói, doi demais! cria temores, psico-patologias, como a imagem do pai vista no espelho (obviamente aquilo não existe! são visões incoscientes do harry) e libertam no indivíduo o desejo intenso de aniquilar aquilo que lhe tormenta. Esta é o perfil normal da maioria dos psicopatas. Normalmente eles possuem uma vida normal, trabalham, estudam, namoram, mas essa personalidade normal é uma mascara! O perfil original é o sociopata! o mesmo ocorre com o Harry, ele vivia normal, mas era uma máscara para sua verdadeira essencia: "a de vingador! destruir o Peter para que tudo volte ao normal!" Esse aspécto é tão verdadeiro, que quando ele perde a memória, com ela a personalidade sociopata deveria morrer! mas isso não acontece porque ela está a nivel INCONSCIENTE, e este nivel não pode ser apagado (não que eu saiba). No final, a redenção também surge para Harry, é revelado a ele que o seu pai não foi assassinado pelo Spidermen (O pseudo-motivo para destuir Spider enfim se foi) ele pode reparar sua incosciencia machucada pela consicencia do amor que ele possuia pelo seu amigo! a AMIZADE foi superior! ele sacrificou sua própria vida para salvar a quem odiava (á uma linha tênue entre o ódio e o amor) PERFEITO NOVAMENTE!

Outros aspéctos: PERSONALIDADE
Se teve uma parte que realmente eu ri, foi a falta de sensibilidade do Peter! ele dizendo a mary Jane que ele também tinha problemas sérios, o tempo todo pessoas atrás dele, querendo autógrafos, querendo se relacionar com ele! ele não aguentava mais isso. Obviamente não era aquilo que MJ gostaria de ouvir, ela estava acabada! se sentindo fraca, inutil, incapaz, palavras de ânimo tinham de ser proferidas naquele momento. Mas não foi oque aconteceu:
analisemos:
MJ é uma estrela, consegue dar vida as suas personagens, trasmitir sentimentos a algo que não existe (como um personagem de uma peça de teatro). Esse tipo de capacidade é totalmente interior. Seu julgamento certamente é baseado em seus sentimentos, e por ser uma pessoa totalmente humana ela o faz com maestria. Peter é um frio, (não quer dizer que não tenha sentimentos, só não consegue demonstrá-los com eficácia) ele é totalmente racional, e utiliza-se de sua razão para inferir julgamentos. Essa combinação é perigosa (SENTIMENTOS + RAZÃO) porque em momentos de dificuldades, o sensível é unidimensional, é apenas uma mão que vai! MJ con certeza consolaria Peter quando este tivesse mal, mas Pter não conseguiria fazer o mesmo! e é exatamente oque acontece! Fantástico! muito legal a exploração psciológica do filme, de simples interpretação e totalmente real.

Conclusão: Quem odiou o filme, assista denovo (eu tenho o filme e posso emprestar), e procure desenvolver um lado crítico mais apurado para compreender as minúcias! na realidade isto é tão importante quanto se divertir vendo o filme!

Um comentário:

Thiago disse...

respondido na comunidade do DILSO